sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Canção - Alexandre O'Neill


Que saia a última estrela 
da avareza da noite
e a esperança venha arder 
venha arder em nosso peito

E saiam também os rios
da paciência da terra
É no mar que a aventura
tem as margens que merece

E saiam todos os sóis
que apodreceram no céu
dos que não quiseram ver
— mas que saiam de joelhos

E das mãos que saiam gestos
de pura transformação
Entre o real e o sonho
seremos nós a vertigem

    1924-1986

17 comentários:

  1. Lindo Olinda!! Uma verdadeira revolução de sentimentos surge aqui..

    Beijos!!

    ResponderEliminar
  2. Essa, é a Esperança que deve ser "trabalhada" hoje, em todo o Mundo!
    Não conhecia o poeta , de vida tão curta, que deixou uma tão bela canção
    de uma incrível atualidade e que aqui é compartilhada a tantos que podem ter
    perdido a esperança. Afinal... transformar é preciso!
    Beijos,querida amiga Olinda,
    da Lúcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Lúcia

      Cliquei no nome, mas não encontrei o seu blog.
      Os meus agradecimentos pela visita e pelo comentário.

      Bj

      Olinda

      Eliminar
  3. Oi Olinda,

    Esse poema é maravilhoso
    Uma canção de esperança.

    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderEliminar
  4. Uma bela canção de esperança! Parabéns lindo!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Uma linda canção em forma de poesia.
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  6. Que encanto! Uma renovação para o bem. Bjs.

    ResponderEliminar
  7. ❀ ❀ ❀ Merci Olinda !!!! C'est très beau !!!!
    GROS BISOUS et meilleures pensées d'Asie ❀ ❀ ❀

    ResponderEliminar
  8. Uma canção...um poema que, apesar de o ser, para mim se traduz num Alerta...num Grito que tenta acordar consciências para a necessidade que todos nós temos de mudança. E se queremos essa mudança não nos podemos furtar à responsabilidade que cada um tem para que ela se opere. A esperança em dias melhores não nos pode abandonar assim como a
    consciência de que temos de fazer a nossa parte e que das nossas mãos têm de saír " gestos de pura transformação " para que juntos evitemos que " os sóis apodreçam nos céus" . Aqui aprende-se muito e hoje mais uma vez aprendi. Não conhecia esta canção e gostei imenso. Obrigada, Olinda e espero que tenhas um bom Domingo e uma excelente semana. Hoje o sol apareceu e temos que o manter por cá. Beijinhos
    Emília

    ResponderEliminar
  9. OI OLINDA!
    UMA CANÇÃO QUE NADA MAIS É QUE UM BELO POEMA, NO QUAL O POETA PASSA A MENSAGEM QUE LHE VAI NA ALMA NAQUELE MOMENTO E QUANDO O LEMOS É COMO SE ENTRÁSSEMOS NA ALMA DO PRÓPRIO...
    LINDA!
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  10. E toma lá do O'Neil! Um poema com urgência!
    Beijinhos, boa semana!

    ResponderEliminar
  11. "É no mar que a aventura / tem as margens que merece": dois dos meus versos preferidos.

    ResponderEliminar
  12. Poema canção ou talvez uma oração. Um poema carregado de sonhos e desejos...
    Momentos de grande beleza aqui transcritos.

    ResponderEliminar
  13. Somos uma vertigem...nada mais poético.

    beijo

    ResponderEliminar
  14. Meus amigos

    Muito obrigada pela vossa presença aqui, na celebração desta mensagem de A. O'Neill. Uma vida cheia, encontro entre o surrealismo e o humor, forma de contestação. Este poema parece não se inserir nestas duas vertentes. Para mim, é um apelo aos elementos para uma congregação em prol da esperança, uma esperança que deve ser 'trabalhada', como nos diz a Lúcia. E também que a nossa medida seja tão grande como a grandeza do mar, como refere o Ricardo, citando:' É no mar que a aventura/tem as margens que merece'
    .
    Uma aventura cantada e percebida por todos desta maneira tão sensível:

    'Uma verdadeira revolução de sentimentos', - Carla Fernanda
    'Esse poema é maravilhoso' - Smareis
    'Uma bela canção de esperança', - Nelma Madeira
    'Uma linda canção em forma de poesia',- Maria rodrigues
    'Uma renovação para o bem', - Marilene
    'C'est très beau !!!!', - Nancy
    'O POETA PASSA A MENSAGEM QUE LHE VAI NA ALMA', - Zilani
    'Um poema com urgência!', - Gata
    'Um poema carregado de sonhos e desejos', - Luís Coelho
    'Que lindo...' - Sónia
    'Somos uma vertigem...nada mais poético'.- Pérola

    E ainda a querida Emília que nos traz estas palavras, entre outras, que nos convidam à Reflexão:
    'Uma canção...um poema que, apesar de o ser, para mim se traduz num Alerta...num Grito que tenta acordar consciências para a necessidade que todos nós temos de mudança. E se queremos essa mudança não nos podemos furtar à responsabilidade que cada um tem para que ela se opere.(...)'

    Um grande, grande abraço.

    Olinda

    ResponderEliminar
  15. As mãos que agem, essas são tão mais necessárias do que os lábios que apenas falam... Quisera saíssemos todos da nossa zona de conforto, e fizéssemos algo mais, um mínimo a mais.
    " E das mãos que saiam gestos
    de pura transformação
    Entre o real e o sonho
    seremos nós a vertigem".

    Olinda, não sei se já lhe disse, mas eu tenho uma paixão tão imensa por O´Neill, que tatuei em meu pulso esquerdo, aquilo que ficou mais próximo de uma Gaivota, em função deste poema dele que é o meu preferido.

    Beijo!

    ResponderEliminar