domingo, 12 de junho de 2011

Santo António de Lisboa ou de Pádua?

Junho é o mês dos Santos Populares, Santo António, São João, São Pedro.
E porque amanhã é dia de Santo António, Lisboa está toda engalanada para receber, hoje, os grupos das Marchas Populares que todos os anos desfilam na Avenida da Liberdade, num redemoinho de som, luz e cor. Também as Noivas de Santo António terão hoje o seu dia inesquecível, verificando-se depois o copo de água no Museu da Cidade. Espalhados pelos bairros históricos da cidade proliferam arraiais que aliam a música popular a sardinhadas e bifanas. 

E quem é este Santo, que Lisboa apelida de Santo António de Lisboa, Santo casamenteiro, e Pádua de Santo António de Pádua?

Fernando Martins de Bulhões (Lisboa, 1195-Pádua, 1231), pregador, apóstolo, taumaturgo, teólogo e místico, Doutor da Igreja, toma o nome de António quando ingressa na Ordem Franciscana. Parte para Marrocos para converter os chamados infiéis muçulmanos e, no regresso, o navio é desviado por temporal e aporta na Sicília.
Percorre diversas regiões da actual Itália, entre 1223 e 1225 e acaba por ser  mestre de Teologia em Bolonha, Montpelier e Toulouse. António transfere-se para Pádua depois da morte de S. Francisco de Assis, começando a fazer sermões dominicais, de tal forma acessíveis ao povo que cada vez mais se junta gente nas igrejas para o ouvir, passando assim da Igreja para os adros e destes passa a falar em campo aberto. 
É um caso raro de popularidade. A multidão segue-o e começa a fama de que faz milagres. As pessoas tentam aproximar-se dele com o intuito de cortarem uma pontinha do seu hábito de frade como relíquiaSão-lhe atribuídos os Sermones per Annum Dominicales (1227-1228) e In Festivitatibus Sanctorum Sermones (1230), documentos importantíssimos.
Morre em 13 de Junho de 1231 e é canonizado um ano depois, caso único na História da Igreja Católica.Tanto Lisboa como Pádua comemoram este dia em honra de Santo António. 


Santo António de Pádua ou de Lisboa? Irrelevante, porque a devoção que lhe é dedicada transpõe estas fronteiras. Realmente verifica-se em várias partes do mundo. No Brasil, por exemplo, também, ele é o Santo casamenteiro.


E porquê casamenteiro?Segundo a lenda, ele era um bom conciliador de casais.


Guercino Antonio Bambino.jpg

  


Referências sobre Santo António

Imagem:Google

21 comentários:

  1. Mais uma edição de grande qualidade! Parabéns pelo rigor e perspectiva.

    ( se escrever «judeu» e «Belmonte» na minha pesquisa de blogue, chegará a alguns «posts»).

    bj

    ResponderEliminar
  2. Olá, Ana

    Muito obrigada pelo generoso comentário.
    Ainda bem que me disse como pesquisar no seu blog, porque já estive aí e vi que teria de lhe pedir alguma indicação nesse sentido.

    Beijo

    Olinda

    ResponderEliminar
  3. Oi Olinda!
    Precisamente estou a ver a marchas pela televisão.
    Vai a apassar a Marcha do Alto de Pina,
    São todas lindas,
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  4. Oi amiga,já enviei o email ,é so copiar e colar ok?,lindo início de semana,beijos

    ResponderEliminar
  5. Oi, Olnda
    Já estive aqui hoje, agora
    Sto. Antônio me trouxe. Em 1979,
    estava em Lisboa, no mês de junho,
    e assisti a esses festejos lindos.
    Gostei de comer sardinhas na brasa,
    na subida ao Castelo de São Jorge...
    Preciso voltar aí, gostei tanto!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Excelente alusão ao Santo mais popular e... maroto.
    ;)))
    Conta também a lenda que, estava Santo António a fazer um sermão em Itália e no mesmo instante o pai estava a ser julgado em Lisboa por um crime que não cometera. Então, o Santo interrompe a oratória, fica estático e na mesma altura aparece no tribunal para defender o pai. Como os juízes não aceitam as razões de Santo António, este convida-os a ir ao cemitério e manda que abram a sepultura da vítima, perguntando-lhe em seguida se tinha sido o seu pai que o matou, o morto responde que não.
    Fica assim provada a inocência do pai do Santo.

    ResponderEliminar
  7. Não sei se foi por milagre, o facto é que, desde ha vários dias, não tenho conseguido comentar no teu blog, Olinda.
    Hoje sim. Eureka!!!
    ;)))
    Desejo a todos um excelente dia feriado!

    ResponderEliminar
  8. Festas tradicionais são sempre lindas! Por aqui o comércio é que movimenta a data...

    Bjs!!

    ResponderEliminar
  9. Muitas pessoas são adoradores de Santo António devido ao facto dele ser o Santo casamenteiro. Aqui na minha cidade começa a festança do aniversário da cidade, e por sero padoroeiro da cidade São Pedro. Aqui se comemora 10 dias com diversos schows.
    Querida deixo um beijo , com desejo de ótima semana. Bjs!

    ResponderEliminar
  10. Hoje mais uma vez com uma colinha
    até ficar bem e poder digitar
    a vontade sem sentir dor
    nos meus dedinhos.
    Nem por isso deixarei de
    me fazer presente a cada amizade
    para mim tão sagrada.
    Deus abençoe sua semana ..
    beijos no coração..Evanir..
    Te Amo..Te Amo...

    ResponderEliminar
  11. Desculpa-me ir entrando assim sem ser convidada:)
    Gostei imenso da descrição, pormenorizada e perfeita, da vida de Santo António a quem são atribuidos tantos milagres, alguns bem malandrecos...
    É um facto que tanto Lisboa como Pádua o reclamam; mas, sendo santo, acho que é de todo o mundo.

    Gostei muito deste espaço, e por isso vou fazer-me tua seguidora. Se quiseres fazer o mesmo dar-me-ás muito prazer.

    Uma boa semana. Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Olá, Hermínia

    E não é que a Marcha do Alto de Pina ganhou!É mesmo, todas elas lindas com muito trabalho e muita dedicação.

    Beijo

    Olinda

    ResponderEliminar
  13. Oi, Selma

    Já lhe respondi.
    Obrigada amiga.

    Beijinhos

    olinda

    ResponderEliminar
  14. Caro Bartolomeu

    Delicioso o teu contributo,com mais uma lenda e o consequente milagre atribuído ao nosso Santo António.
    E também mais este milagre que te permitiu comentar, e que tenho de agradecer empenhadamente ao santo, pois a tua presença aqui é imprescindível. :)

    Abraço

    Olinda

    ResponderEliminar
  15. Boa noite, Olinda!
    Que postagem linda, completa!
    Gostei muito de conhecer um pouco mais de Santo António!
    Beijo e boa noite.
    Com carinho,
    Mara

    ResponderEliminar
  16. Por aqui, também é uma boa altura para o comércio, especialmente no que diz respeito aos 'comes e bebes', viver uns dias mais desafogados.

    Beijo

    Olinda

    ResponderEliminar
  17. Olá, Smareis
    Dez dias!É bem merecido pela importância da devoção ao Santo, ainda por cima Casamenteiro.Por cá, acho que os festejos começam 4 dias antes do dia 13.
    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  18. Querida Evanir

    Obrigadíssima por ter vindo aqui visitar-me mesmo com o problema do seu dedo.Desejo-lhe que melhore rapidamente.
    Uma óptima semana.

    Beijos

    Olinda
    olinda

    ResponderEliminar
  19. Olá,Mariazita

    Seja bem-vinda.Já fui ao seu blog retribuir a visita. :)

    Em relação a Santo António é bem verdade, ele pertence ao mundo.

    Muito obrigada pelo convite.

    Beijo

    olinda

    ResponderEliminar
  20. Olá, Lúcia

    Ainda bem que voltou com Santo António, pois as suas visitas, Lúcia, têm o efeito de uma lufada de ar fresco.:)
    Então, já conhece os festejos e já lhes sentiu o cheiro e o sabor... e naquela zona linda do Castelo de São Jorge.

    Lisboa tem recantos maravilhosos.

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  21. Querida Mara

    Boa noite

    Obrigada pelo seu comentário, tão carinhoso.
    Vejo daqui que já postou matéria relacionada com as Festas Juninas e sobre Fernando Pessoa, cujo aniversário foi agora no dia 13.Amanhã tem-me aí...a ler isso tudo. :)

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar