quinta-feira, 14 de junho de 2018

A Mulher mais bonita do Mundo

estás tão bonita hoje. quando digo que nasceram flores novas na terra do jardim, quero dizer que estás bonita. 



entro na casa, entro no quarto, abro o armário, 
abro uma gaveta, abro uma caixa onde está o teu fio 
de ouro. 

entre os dedos, seguro o teu fino fio de ouro, como 
se tocasse a pele do teu pescoço. 
há o céu, a casa, o quarto, e tu estás dentro de mim. 

estás tão bonita hoje. 

os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios. 

estás dentro de algo que está dentro de todas as 
coisas, a minha voz nomeia-te para descrever 
a beleza.

 
os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios. 

de encontro ao silêncio, dentro do mundo, 
estás tão bonita é aquilo que quero dizer. 

José Luís Peixoto
in "A Casa, a Escuridão"

===

Meus amigos:

Vou ausentar-me por uns dias. Vou à terra da minha mãe que também é a minha. Dedico-lhe estas palavras de José Luís Peixoto, com a devida adaptação a esta minha intenção.

Fiquem bem.

Abraço. 


====

Poema: Citador
Imagem: Pixabay 

6 comentários:

  1. Um texto lindo.
    Boa viagem, e que tudo corra bem.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Uma felicidade ir ao encontro do outro lado do mundo onde rompemos o nosso quotidiano, para admirar as belezas que fazem parte do nosso outro mundo . E como tudo é tão mais bonito ! Boa viagem , Olinda, beijinho

    ResponderEliminar
  3. O texto poético é sobremodo tocante,
    expressivo e belo...
    Quanto à viagem, tenho inveja...
    Ao tempo que não respiro África, nem
    o salitre da Macaronésia.
    Aproveite bem. Muitas felicidades.
    Abraço grande.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  4. Olinda, escolheste bem este lindo excerto do romance de José Luis Peixoto.
    Já o li, e não foi nada fácil.
    Que sejas feliz em mais um regresso às origens.
    Volta logo e bem!
    Beijo, querida amiga.

    ResponderEliminar
  5. Boa noite Olinda!
    Um texto tão belo, assim como as flores e a mulher.
    Boa viagem!
    Continuação de boa semana!
    Um beijo!
    Escrevinhados da Vida

    ResponderEliminar
  6. E é tão bonito este poema, de José Luís Peixoto, para lavar como oferta e homenagem. E os campos e as flores fazem parte do encantamento.

    Boa viagem, Olinda! Que os dias sejam muito bonitos! Beijinho.

    ResponderEliminar