domingo, 23 de outubro de 2016

É isto o amor






Em quem pensar, agora, senão em ti? Tu, que
me esvaziaste de coisas incertas, e trouxeste a
manhã da minha noite. É verdade que te podia
dizer: «Como é mais fácil deixar que as coisas
não mudem, sermos o que sempre fomos, mudarmos
apenas dentro de nós próprios?» Mas ensinaste-me
a sermos dois; e a ser contigo aquilo que sou,
até sermos um apenas no amor que nos une,
contra a solidão que nos divide. Mas é isto o amor:
ver-te mesmo quando te não vejo, ouvir a tua
voz que abre as fontes de todos os rios, mesmo
esse que mal corria quando por ele passámos,
subindo a margem em que descobri o sentido
de irmos contra o tempo, para ganhar o tempo
que o tempo nos rouba. Como gosto, meu amor,
de chegar antes de ti para te ver chegar: com
a surpresa dos teus cabelos, e o teu rosto de água
fresca que eu bebo, com esta sede que não passa. Tu:
a primavera luminosa da minha expectativa,
a mais certa certeza de que gosto de ti, como
gostas de mim, até ao fim do mundo que me deste.

in 'Pedro, Lembrando Inês'

Assim falou o Poeta. E muito bem.

Votos de um dia agradável a todos os que por aqui passarem.

Abraço.

====

Poema:Citador
Imagem: Pixabay 

15 comentários:

  1. ✿゚ه° ·.
    Bela poesia, cheia sonho e encanto!!!

    Bom fim de semana com tudo de bom!
    Beijinhos.
    ✿゚ه° ·.

    ResponderEliminar
  2. Excelente escolha, Olinda, o poema do Nuno Júdice é muito belo.
    Um excelente dia também para si!

    ResponderEliminar
  3. Um poema maravilhoso. Obrigado pela partilha
    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. É isto o Amor,
    falou o Poeta e falou brilhantemente...
    Grata pelo modo excelente de recordar.
    Dias muito felizes.
    ~~~ Beijinhos ~~~

    ResponderEliminar
  5. Foi forte e belo esse amor de Pedro e Inês e este poema lembrando-mo está lindissimo
    Não conhecia e, mais uma vez, vou daqui mais rica. Apesar do tempo escuro, que consigas ver o sol sempre, pois ele lá está para todos nós. Beijinhos e obrigada
    Emilia

    ResponderEliminar
  6. Incomensurável mais que tanto são os amores

    Bj

    ResponderEliminar
  7. Lindo post!!!!
    Abençoada semana, beijos!
    Marie

    ResponderEliminar
  8. E o poeta discorreu brilhante o amor
    Memorável este poema Olinda
    Beijos no coração amiga

    ResponderEliminar
  9. Querida Olinda
    Perfeito texto poético sobre esse tão cantado amor de Pedro e Inês.
    Há muito pouco tempo li um livro sobre o assunto, de que gostei imenso (gosto muito de romances históricos). Descreve os amores de Pedro e Inês vistos sob a óptica de Dona Constança, esposa de D.Pedro. É muito, muito interessante.
    Miguita, esclarece-me uma dúvida.
    Vários comentadores do meu post, incluindo tu, referem um vídeo do meu aniversário.
    A que vídeo se referem? Eu não faço a mínima ideia... Nem sequer publiquei post no meu aniversário...
    Quando puderes esclarece-me, por favor.

    Entretanto desejo-te um...
    Bom Fim-de-semana
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  10. Ah!!! Aparece na barra lateral quando acaba o vídeo do coco! E aparece também o vídeo da minha entrevista na RTP. Que engraçado! Nunca tinha reparado nisso... :)
    Obrigada, minha querida, pelo esclarecimento.
    Pois... o vídeo do meu aniversário... Os malandrecos dos meus filhos fizeram-me uma festa surpresa. E eu nunca suspeitei de nada. Sou mesmo pateta.. :))) E ingénua!!!

    Novos votos de excelente fim de semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isto o Amor, Querida Mariazita!

      Bjinhos

      Olinda

      Eliminar
  11. Que lindo poema, não conhecia!
    Adorei o post, a foto é linda.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Olá, boa tarde! Gostei do poema. Ademais, passei para rever o blog e deixo cumprimentos!

    ResponderEliminar
  13. É mesmo isso o amor :)
    Beijinhos e bom dia!

    ResponderEliminar
  14. De uma beleza cristalina, este poema de Nuno Júdice.
    Excelente partilha!
    Bjo, Olinda :)

    ResponderEliminar