domingo, 12 de fevereiro de 2012

VALENTINE'S DAY





As montras das lojas vêm mostrando há já algum tempo vários artigos convidando os transeuntes à compra de presentes para o bem-amado ou bem-amada, no sentido de festejar o dia de São Valentim, dia 14 de Fevereiro.

Sempre tive a curiosidade de saber quem é este santo? Claro que presentemente só não sabe quem não quer.Portanto lá coloquei no google as palavras mágicas que me iriam possibilitar chegar a esse conhecimento:

Consta que se trata de um bispo, na Idade Média, que não só ministrava o sacramento do matrimónio contra as ordens do imperador Cláudio II como também se casara secretamente. Descoberto, fora preso e condenado à morte. Durante o tempo em que estivera preso, jovens ofereciam flores e enviavam bilhetes como prova da existência do amor. Ele próprio, perdido de amores pela filha do seu carcereiro, antes de partir, enviara-lhe uma mensagem de amor assinando: De seu Valentim.

Há outras versões mas fiquemo-nos por aqui. Acrescentarei que a tradição de festejar o dia dos namorados só chegou a estas bandas há relativamente pouco tempo.

A coisa boa é que, para o efeito, são considerados namorados aqueles que o são na realidade como também os já casados ou juntos há muitos anos, talvez brindando ao amor o que é sempre bom. Ou então para incentivar o consumismo.

Mas como a hora é de crise façamos como os nossos maiores que se dedicavam a fazer juras de amor através de cartas e postais, (agora há outros meios que podem ser usados) a oferecer flores silvestres, lencinhos bordados e outros mimos da nossa lavra...



(texto publicado em Fev/2011, que agora reedito)

mote para este post: quinzena do amor
imagem google

6 comentários:

  1. De qualquer maneira é uma estória linda e emocionante. Se existem outras eu também não sei. O importante é sempre brindar ao amor, mas, infelizmente virou muito comércio.

    Beijão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como diz, querida Márcia. Não importa como nem porquê... brindar ao amor é que é importante.

      Beijo

      Olinda

      Eliminar
  2. Acredito que a data tenha, realmente, sido estabelecida com o intuito de favorecer o consumo. Acaba-se criando uma tradição e os namorados, principalmente as mulheres (rss), querem ser lembradas como tal. No Brasil, celebramos esse dia em 12 de junho. E o comércio sempre se movimenta. O amor não precisa de um dia especial e flores são, em meu entender, um precioso presente.

    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, é sempre agradável receber flores, um mimo, uma lembrança de quem amamos. Também oferecer é maravilhoso.Assim, cria-se quase sem querer um ciclo vicioso...o que leva a mais umas compras daqui e outras d'acolá...

      Sim, o Amor é um sentimento de todos os dias...

      Beijos

      Olinda

      Eliminar
  3. :):):)
    viva Amorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr:)

    ResponderEliminar