quinta-feira, 30 de junho de 2011

DAR DE VOLTA

Imagem do cartaz Dar de Volta
                                      
Vi, algures, uma brochura com estes dizeres: Dar de volta para levar de volta. Fiquei curiosa, assim, procurei saber um pouco mais. Trata-se de um Projecto do Município do Seixal, em curso pelo menos desde 2007, e que visa o reaproveitamento de livros escolares. Transcrevo dois dos pontos que falam da definição do projecto:

1. O projecto Dar de Volta pretende proporcionar aos  munícipes a reutilização de manuais escolares, que já não são necessários, e que podem ser reaproveitados, apoiando a comunidade e rentabilizando não só os rendimentos familiares, mas também o meio ambiente.
2. Dar de volta é um projecto que conta com todos e se baseia nos conceitos de solidariedade e rentabilização de recursos que a autarquia se propõe levar a cabo, em cooperação com as famílias e as escolas do concelho e que visa encorajar e proporcionar aos munícipes a reutilização dos manuais escolares.

Com efeito, era uma pena ver como os livros eram desperdiçados todos os anos em função da adopção de novos livros escolares, com novos autores, mas, em princípio, com as mesmas matérias salvo uma ou outra actualização. Os alunos que repetiam o ano tinham de adquirir novos manuais. As disposições legais que permitiram rever esta situação, estenderam, parece, para 6 anos o tempo de utilização dos manuais, permitindo assim a quem os queira doar, quando em bom estado, a possibilidade de o fazer. Ainda bem. Os cofres do Estado e os directamente interessados agradecem. E o ambiente também.


Imagem da iniciativa Dar de Volta


Imagens e referências:
http://www.cm-seixal.pt
Nota: Pesquisando um pouco mais, vi que vários outros Municípios têm um Programa como este para recolha dos manuais, inserção dos mesmos numa base de dados e sua distribuição.

28 comentários:

  1. Ora está um bem prestado à comunidade....de
    menores recursos....
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Bom dia amiga, vim agradecer a voce por sua linda presença no meu cantinho e fazer parte dos meus 200 seguidores! Venha pegar o selinho dos 200 seguidores que eu fiz com muito carinho. Tenha um lindo dia
    Abraço amigo!
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  3. As boas iniciativas são sempre de apoiar.
    Que mais lhe sigam o exemplo!

    ResponderEliminar
  4. Oi Olinda.
    E assim temos que aplaudir tal iniciativa salutar e adequada, pois creio que os livros quando bem aproveitados, só trarão benefícios para os professores, os alunos e a nação portuguesa.
    Os livros ao meu ver ainda terão por muito tempo seu lugar nas mãos dos estudantes, ou seja, nas salas de aula.
    Um fraterno abraço do teu leitor.

    ResponderEliminar
  5. Bom iniciativa, Olinda!
    Em minha opinião, a estória da caducidade dos manuais de ensino, não tinha nada a ver com a melhoria dos métudos para o mesmo, mas sim, com o proporcionar aos professores que os elaboravam e às editoras, sacar mais uns euros aos bolsos dos pais, no início de cada ano lectivo; muitos deles com fracas posses económicas.

    ResponderEliminar
  6. É um projecto muito interessante, mesmo. Pena que nem todos os municípios se mostrem disponíveis. No caso da área da minha residência só conseguimos que no início de cada ano lectivo seja feita uma recolha para um país da lusofonia com o qual existe uma geminação...
    bj

    ResponderEliminar
  7. Árvore da Vida


    Antes de qualquer criação,
    E antes da forma acabada
    O Todo na imensidão
    Sem forma e sublimação
    Da Alma Luzente emanada

    No mundo etéreo, invisível,
    Mas pleno da Graça inaudita
    Não tem formato visível,
    Mas fala num som inaudível
    Da Graça Suprema e Bendita

    Seu nome transcende à Luz,
    Na forma serena mais pura
    Num ponto celeste reluz,
    Abrange recria e produz
    Cintila na forma Augusta

    Aquele que É, que Foi e Será,
    Na Graça que a vida apraz
    Mistério que ainda será
    Do fogo que não cessará
    Do amor que nutre e que faz

    Fonte que serve a um rio,
    Rio que brota e não erra
    Por mares, por tempos a fio
    Que o olho humano não viu
    Por sete canais que descerra

    Abunda em mares profundos,
    Nos vales, na grota, na serra
    Tornando assim em dez mundos,
    Divinos, plenos, fecundos
    Formosos, lindos, na terra

    Não podem romper e não tornam
    Das águas sagradas infindas
    Pois elas com força transbordam
    No ponto de Luz que retornam
    Às fontes mais puras e lindas

    As formas sublimes ao léu,
    Não podem jamais recuar
    Dos dez atributos do céu,
    Dos mundos ocultos num véu
    Do Amor que não pode acabar

    (Inspirado no Zohar, Livro do Esplendor)

    ResponderEliminar
  8. Oi Olinda!
    Que sejam seguidos todas as boas iniciativas. Esaas é una delas.
    Bem quando era miuda e andava no liceu os livros passavam duns anos para os outros e chegavamos a comprar...agora vâo mudando .tem se pensar noutras alternativas, esta é uma delas.
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga boa noite
    Vim pedir o seu votinho para a minha poesia
    Precisamos
    Link da votação

    http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/

    para que o voto seja valido se votar no moral da poesia que fica abaixo das poesias, precisa fazer seu comentario deixar seu nome e seu link
    desde ja lhe agradeço de tudo o coração
    Tenha um lindo final de semana
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  10. Amiga Olinda uma ideia brilhante e de louvar. Hoje passei especialmente para lhe oferecer um miminho especial, é o Selo “PREMIO SUNSHINE AWARD”. Deixei no meu cantinho “SELINHOS – Presentes dos AMIGOS” e no “Divagar sobre tudo um Pouco” (http://algarve-saibamais.blogspot.com/2011/07/selo-premio-sunshine-award.html). O seu cantinho merece pois é um espaço sempre maravilhoso, onde a qualidade, sensibilidade e o bom gosto estão sempre presentes em todos os posts.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde, Olinda
    Aqui está uma obra mais que meritória!
    De facto o dinheirão que os pais gastam todos os inícios de anos escolares chega a ser escandaloso.
    Ainda bem que os livros se podem (re)aproveitar, dando seguimento a essa ideia. Vou difundir pelos meus contactos (não se importa, pois não?). É que tenho muitos amigos e familiares professores (e pais, ao mesmo tempo...)

    Um bom resto de domingo (apesar do dia feio...) e uma óptima semana.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Fui professora de escolas públicas
    do estado e do município e sempre
    presenciei o enorme desperdício de
    livros didáticos. Iniciativas como
    esta devem ser divulgadas e imitadas...
    Todos lucram, com ideias assim.
    Divulguemos, então.
    Beijinhos, Olinda

    ResponderEliminar
  13. Tambem eu quero dar de volta para...
    receber de volta.

    beijos

    ResponderEliminar
  14. Boa tarde, Olinda!
    Aqui no Colégio onde leciono essa troca acontece e recebe o nome de "Banco de Trocas". Apesar de ser um Colégio particular a procura é bem grande no início de cada ano letivo.
    Beijo e boa semana pra ti.
    Com carinho,
    Mara

    ResponderEliminar
  15. É sim, Andrade.Uma solidariedade que dará os seus frutos.

    Abraço

    Olinda

    ResponderEliminar
  16. OLINDA

    Um beijinho

    COMO FAZER PARA VIVER


    A vida é um encontro e desencontro
    De coisas lindas e feias
    De risos e de lágrimas
    De dor e alegria
    De sofrimento e felicidade.

    A vida é isto e muito mais
    E mesmo com o ser e não ser
    Muitas vezes temos que esperar
    Para que passe o mal e fique o bem.

    E mesmo depois de muito cansaço
    Procuramos a tábua de salvação
    Vamos agarrá-la com as duas mãos
    Para que a vida seja salvação..

    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  17. PAra não publicar.

    Aqui eu novamente...

    Entre a pintura e os livrosvou estando convosco.
    Ao escrever e saber que o que escrevo está na casa ds meus amigos sinto-me também aí.
    A vida decorre e eu vou escrevendo
    A Editora Caminho quer lançar um livro meu de contos infantis...Era uma vez.
    O custo a rondar os 10/12 euros,para que tal seja possível pedem-me que lhe compre 200livros.
    Não será para já pois as editoras demoram um pouco a editar mas eu tenho que saber entre os meus amigos –leitores se posso começar a reservar para ver se é viável o “casamento” com a editora.
    O livro Infantil(contos)dá para todos pois é um belo presente Autografado para
    filhos.netos.sobrinhos ,afilhados e até vizinhos.
    O Conto,o era uma vez ,são histórias lindas ,cheias de magia que escrevi o ano passado na escola em contacto com as crianças e sei o quanto elas apreciaram..
    Aguardo com ansiedade a resposta e o numero de exemplares para eu poder tambem dizer.Sim.

    BEIJOS

    ResponderEliminar
  18. Olá, Maria Alice

    Muito obrigada pelo.Fui ao seu blog mas não consegui votar.Voltarei a tentar.

    Beijo

    Olinda

    ResponderEliminar
  19. Olá, Fá

    Sim.Iniciativas destas merecem todo o nosso apoio.

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  20. Olá, Antônio

    Os livros são um bem precioso. Muitas vezes não se lhes dá o devido valor na sociedade de hoje em dia, em que se cultiva o desperdício.
    Agradeço-lhe o poema que me deixou aqui ainda mais tratando-se do seu último post (2 de Julho).Apreciei muito o seu gesto.

    Abraços

    Olinda

    ResponderEliminar
  21. Olá, Ana

    E pensar a grande obra que os 308 municípios não fariam se todos se empenhassem nesse reaproveitamento. É de louvar a recolha de livros destinados ao país lusófono de geminação,tendo em conta as notícias que nos chegam de que a falta de livros dificulta a alfabetização em algumas daquelas paragens.Pelo menos não se perde tudo...

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  22. Olá, Bartolomeu

    Grandes interesses envolvidos e que não têm nada a ver com o bem comum, não é? O pior é que situações destas levam demasiado tempo a serem resolvidas, levando a que, entretanto, fique prejudicada tanta gente...

    Abraço

    Olinda

    ResponderEliminar
  23. Olá, Hermínia

    Era um tempo em que tudo era aproveitado da melhor maneira e ainda não se vivia nesta sociedade de consumo em que as coisas deixam de ter valor. Compra-se por comprar porque se gosta disto ou daquilo sem que realmente haja uma verdadeira necessidade.

    Soluções com esta são uma boa alternativa, realmente.

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  24. Olá, Maia

    Agradeço-lhe imenso o seu gesto.Fui buscar o selo e já está colado. Não segui todas as regras.... :)

    Beijos e continuação de boa semana.

    Olinda

    ResponderEliminar
  25. Olá, Mariazita

    Muito boa ideia essa de fazer a difusão através dos seus conhecimentos.Vem na senda da ideia deste projecto, conforme as palavras da referida brochura:Para que 'Dar a Volta' possa continuar, participe, activamente, neste projecto oferecendo o que já não precisa; colabore connosco fazendo a sua divulgação e torne sempre a 'Dar de Volta'.
    Isto no que se refere aos Municípios de Setúbal o que, na verdade, poderia ser seguido por todos os Municípios.

    Beijo

    Olinda

    ResponderEliminar
  26. É mesmo, Lúcia, todos lucram. As árvores, o ambiente e as pessoas que mais precisam do nosso apoio e carinho.Também nós, porque canalizamos, da melhor maneira, recursos que de outra forma iriam para o lixo sem opção de reciclagem.

    Beijo

    olinda

    ResponderEliminar
  27. Querida Lili

    Já dás com os teus poemas como o que me deixaste aqui, e nós damos de volta com o nosso carinho.

    Em relação à tua outra mensagem, sobre a edição dos livros infantis, irei ao teu blog.

    Beijos

    olinda

    ResponderEliminar
  28. Olá, Mara

    Um 'Banco de Trocas'. Lindo! Uma iniciativa que todos deveriam seguir. Tenho a certeza que se todos o fizessem, por fim passaria a ser a coisa mais natural do mundo.E tantos recursos que se poupavam e tantas necessidades colmatadas!

    Obrigada pelo seu contributo a esta postagem.

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar